Você é Refém das Situações?

Você se torna reféns das situações?

Você se coloca refém das situações?

Todo processo que vivemos é interno, não é de fora para dentro, é o contrário.

Parece um jargão filosófico, mas é verdade, é um fato, e quando tomamos posse disso, muita coisa muda.

Nos tornamos reféns dos monstros que nós mesmos criamos dentro da nossa cabeça, dialogamos com eles, e damos tanto poder para eles, que eles assumem o controle.

Algumas desculpas comuns:

 

Meus pais...

Minha vida...

As coisas que aconteceram...

Fulano e Beltrano me fizeram ser...

 

E tantas outras mostrando sempre fora o que na verdade está dentro.

Não importa a situação em que se encontra hoje, se boa ou ruim, foi você que se colocou nela.

Tem muita gente que prega que somos vítimas das circunstâncias, mas não somos. Acredite em mim.

Sofri um abuso grave com 15 anos de idade, e fui refém do resultado disso durante anos, até que me dei conta (aliás, meu Mestre de Psicanálise), me mostrou que eu estava no controle do que eu fazia com o que acontecia comigo.

É isso! Estamos no controle e só nos tornamos reféns se nós quisermos e dermos poder a processos internos.

Não é uma questão de crenças, ou dogmas, mas uma questão de como lidar com coisas as quais não podemos controlar, ou seja, eventos externos.

Diante da vontade do outro nós somos impotentes, não podemos fazer com que as pessoas à nossa volta se comportem de maneira A, B ou C, elas se comportam de acordo com o código interno delas e não de acordo com a nossa expectativa.

O poder que nós temos é de como lidar com esses eventos externos e de como lidar com nossos pensamentos, sentimentos e ações.

SIM, somos responsáveis pela nossa vida.

Você DEVE tomar posse disso para que as coisas fluam.

Há um processo que eu batizei de FOUR DE ASES

APRENDER

Tudo na vida deve ser aprendido, não temos como descobrir algo, sem antes aprender sobre ele, isso também diz respeito a nós mesmos.

APLICAR

Não adianta teorizar, precisamos colocar em prática o que aprendemos, senão é só informação sem funcionalidade. 

ANALISAR

Pensar pela própria cabeça e analisar se o que você aprendeu e colocou em prática está sendo funcional na sua vida. Se não for, mude a técnica e aprenda novamente. 

APRIMORAR

Se o que você aprendeu, colocou em prática, analisou positivamente está funcionando, APRIMORE, melhore, coloque seu tom, sua cor, seu jeito e volte ao início aprendendo coisas novas.

Roberta Fioravante

Roberta Fioravante

Psicanalista, Hipnotista, Terapeuta Holística especializada em comportamento humano e linguagem corporal.

  • +55 21 96634-8449
  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Direitos Autorais Reservados - 2020 - Toda a forma de reprodução deste conteúdo é proibida.